15 junho 2008

Autoavaliação precipitada

Como não podia deixar de ser, decidi precipitar a conclusão do caso “Escola Profissional” com uma autoavaliação.
Registo pois os sintomas e antídotos.
- A primeira conclusão leva-me a considerar que entre Vaca Sagrada e Vaca Guisada deverei preferir sempre esta ultima.
- Concluí-se ainda que o tema bateu o “record” de assistências no Blog. Tal leva-me a admitir que, quando os temas forem mais importantes, profundos e exigentes, será possível ultrapassar-se a meta entretanto atingida.
- Pessoalmente acompanhei o problema sem sentir quaisquer sintomas de mal-estar físico, para alem de alguma azia. Não tive prisão de ventre nem outras enxaquecas, apesar da idade e das exigências a que fui exposto.
- Dispendidas “quiçá desnecessariamente” grandes quantidades de luxúrias, vangloriações, maldizer, barbaridades, promiscuidades, ataques cobardes, cinismos, e ironias que, me levam a chamar à atenção do possível esgotamento de stocks destes carburantes, quando forem mais necessários.
- Fiquei sem saber qual a verdadeira estatura de Almeida. Será de estatura baixa, alta, ou mediana! E Marta terá olhos castanhos, ou azuis!
Gomes será patusca ou pintará o cabelo e as unhas!
- Tomou-se conhecimento de que, afinal já não há buracos nenhuns. Que ainda recentemente foram feitos gastos no embelezamento da envolve, porque já é possível dar prioridade à qualidade de apresentação da Escola.
- Verifiquei que reina a alegria, harmonia, e confiança no futuro e que, ao primar-se pelo auto-convencimento se está a percorrer o caminho que levará a singrar-se na nossa terra.
- Em todo o decorrer do processo não consegui disfarçar a minha azia e consequente indisposição causada pelo cheiro a ranço e pelos odores fortes de desodorizante chinês.
- Verifiquei ainda que “malgré tout », sou pouco conhecido na minha terra o que me levou já a procurar apoio junto do meu Conselheiro de Imagem que irá definir-me uma receita com estratégias para me dar a conhecer.
-Conclui finalmente que, possivelmente terei sido dos únicos com dúvidas e, céptico quanto ao futuro da Escola. Se tal soubesse, respeitador como sou da democracia e da vontade das maiorias, teria simplesmente omitido a questão.
Ficar-me-ia disponibilizada a sugestão do nosso querido conterrâneo Dr. João de Matos que, para lá do aproveitamento inqualificável que neste caso foi feito do seu nome, soube opinar sobre o assunto para dizer: -…” nada me move contra a Escola Profissional, que desconheço os seus méritos ou deméritos mas que desejo que funcione bem”.
Com tudo isto, deixo pendentes dois assuntos que “vieram à baila” e que me proponho estudar apesar das minhas limitações. Um é do âmbito da pesquisa científica e trata de questionar-me sobre o porquê do aparecimento da baba, em idades que já não são as de “ criança com bibe” nem todavia a idade da velhice.
A outra é de ordem pedagógica, nesta tenho mais responsabilidades. Trata de estudar propostas que apontem para uma Escola Profissional de sucesso, em Carrazeda de Ansiães.

17 comentários:

João disse...

Muito obrigado por me ter mencionado no seu remate final.Tem de convir que a minha frase foi mesmo muito assertiva.
Mas quanto ao seu passado acidentado em Carrazeda não diz se concorda ou não em esquecê-lo.É que eu considero que isso seria bom para a sua sanidade mental e para a nossa.O sr. já fez a sua catarse e nós gostaríamos que gastasse as suas preciosas energias(quase sempre muito positivas)com as realidades actuais e com as soluções futuras.
Sabe que muitas vezes a preocupação de justiça(quando virada para o passado)é profundamente paralisante e até reaccionária.Por isso é que ela(a Justiça) deve ser célere para nos permitir esquecer e passar adiante.
JLM

Helder Carvalho disse...

Retribuo os agradecimentos e peço-lhe um pouco mais de atenção.
Entristece-me que não reconheça a minha preocupação e o gasto das minhas energias com as realidades actuais do nosso concelho. Poderei apreciar estas realidades de modo diferente, talvez na tentativa de aproximação a quem as sente afinal “ na pele”. Para mim tem sido muito difícil encontrar motivos para ser optimista. Ainda me convenço por vezes de que alguém me consiga persuadir a mudar mas, logo a seguir me desiludo.
Poderá interpretar-se este meu posicionamento como um exercício de catarse. Assim resultasse e me curasse a tristeza.
Vou pôr-lhe a questão nestes termos. – O Senhor Doutor fará ideia de quantas vezes, citando-se o meu papel de “mau da fita” se terão já modificado procedimentos, emendado erros ou modificado posições!?
Sejamos concretos. Não lhe parece que já tenha acontecido por exemplo, usar-se o maldizente para exigir mais rigor, esforço e acção!?
Sei que também se dá o caso contrário. O exemplo das minhas críticas, no incumprimento de promessas feitas no caso do Paulo Carvalho, de certeza que lhe trouxe consequências negativas. Mas alguém contesta a veracidade do que digo?
Afinal será espectável que denuncie sem certezas, que conteste sem soluções, que critique sem direito?
Vossa excelência sugere-me também que proponha soluções. Conhecendo a realidade garanto-lhe que poderia desbobinar sugestões até á exaustão. Afinal foi o que fizemos quando fui vereador. O resultado desse trabalho só eu pareço conhece-lo. Se voltar ao mesmo apenas conseguiria primeiro, tornar as sugestões conhecidas aqui, depois comparar as minhas sugestões com as outras e provar a incapacidade de quem gere os destinos da autarquia. Ora isso não se faz porque o povo é quem mais ordena e ordenou assim.
Concordará pois comigo que o problema reside afinal no facto de, desde há uns tempos, ter aparecido este Blog para aqui enviarmos uns “bitaites”. Esta prática não usual, afinal só vem complexar-nos e deixar-nos tristes. Acabem com o Blog se puderem. Da minha parte lhe prometo que, com a mesma naturalidade com que entrei, assim sairei, feliz comigo próprio. Caso contrário sejamos juízes conscientes, em causa própria.

Anónimo disse...

Sinceramente e fugindo um pouco a questão... Axo q toda a gente se deve preocupar com o rumo de vida q se leva em Carrazeda... Alcool é aos litros, alguns jovens andam sem rumo, talvez pq não se auguram bons tempos para esses lados... Sem ser cafés... o q há em Carrazeda para q os jovens ocupem o tempo... Cinema não ha... actividades... Onde estão?
É triste ver os jovens entregues à bebida... pq qdo questionados sobre a razão para tal... A resposta deixa-me ainda mais triste... "Pq n há mais nada pa fazer, ou ocupar o tempo."
É lamentável...

jose disse...

A álcool é o mínimo, o consumo de drogas leves que é muito elevado em Carrazeda de Ansiães por jovens...

Anónimo disse...

Ora...um bom tema! o alcool entre os jovens. onde está a consciencia dos donos dos estabelecimentos que vendem bebidas a menores? a gnr só sabe multar estacionamentos?

:: ¢åρįťāǾ Řøмằŋ¢ë :: disse...

Na minha opinião deviam substituir-se as paragens de autocarro por salas de chuto.

Vocês são fantásticos na proeminente arte do exagero.

Cumprimentos.

Anónimo disse...

Amigo:
Cessem as críticas destrutivas e apresentem projectos para que possam dar ocupação aos jovens da vossa terra. Se na verdade eles estão a enveredar por outros caminhos mais sediciosos, a culpa é simplesmente vossa, pois, invés de se preocuparem com Blogues e criticas saloias, ocupe o vosso tempo livre na elaboração de projectos credíveis para orientar a juventude da vossa Santa Terra.
Pensem nisto!

Anónimo disse...

Concordo com o ultimo post.
Qto a droga... a maior delas todas e q ta la é o alcool. Mas essa ja me eskecia é legal!

Anónimo disse...

Quem tem obrigação de ocupar o tempo na elaboração de projectos credíveis é a autarquia local! Onde estão eles para se ocuparem os jovens? Por outro lado, se muitos jovens se metem no álcool e em drogas, e isso infelizmente é verdade, a culpa também é dos pais que em vez de os porem a estudar sem terem resultados positivos em anos sucessivos,porque em vez de irem às aulas, andam pelos cafés e pelas esquinas, deviam pô-los a trabalhar, por exemplo na agricultura que bem falta lá fazem.

Anónimo disse...

E O QUE DIZ A VACA SAGRADA SOBRE MANDAR OS JOVENS TRABALHAR NA AGRÍCOLA?

Anónimo disse...

Qual? O JLM ?

Anónimo disse...

passamos da escola profissional às drogas. O que virá a seguir!?

Anónimo disse...

Se o autarca principal dá o exemplo, como há-de ser?
Estamos perdidos!

Anónimo disse...

Que palhaçada vai aqui...

Anónimo disse...

O MAIOR PALHAÇO É AQUELE QUE PERMITE TANTA PALHAÇADA. QUEM SERÁ?

Fábrica d' Animação disse...

Puranimacao.blogspot.com

Anónimo disse...

Parolos