21 junho 2008

Os deputados do PSD, na Assembleia da República, do distrito Bragança, pediram, em comunicado, ao Ministério da Agricultura que apoie aos fruticultores do concelho de Carrazeda de Ansiães.
A queda de granizo que ocorreu, na passada segunda-feira, causou prejuízos entre os 70 e os 90 por cento na produção de maçãs e, por isso, os deputados questionam que tipo de apoios podem ser dados aos fruticultores do concelho, por causa desta intempérie, como explica a deputada Olímpia Candeias:

“Vamos perguntar ao Ministério se, à semelhança do que fez para outros concelhos, aquando de intempéries do género, nomeadamente para Murça e Freixo de Espada à Cinta, vai atribuir ajudas excepcionais para uma situação de calamidade, também causada por condições temporais. E, por outro lado, quais são esses tipos de apoio de poderão ser disponibilizados aos fruticultores do concelho de Carrazeda de Ansiães para minorar esses prejuízos”.

A seguir ao vinho, a produção de maçã constitui um factor importante de rendimento dos agricultores, neste concelho. Ronda as 10 mil toneladas por ano, o equivalente a quatro milhões de euros.
Olímpia Candeias acrescenta que esses apoios são fundamentais, sobretudo para aqueles que não têm seguros, que são os mais prejudicamos:

“Há muitos pequenos e médios produtores que não têm possibilidades de suportar seguros, ficando completamente desprotegidos e, portanto, esses ficam ainda numa situação mais débil”.

A deputada garante, devido aos prejuízos causados, a Frucar, uma unidade de armazenamento e tratamento de maçã de Carrazeda, pode mesmo encerrar ou até despedir alguns funcionários:

“A Frucar está muito preocupada porque não sabe o que fazer. Se há-de encerrar temporariamente ou despedir alguns dos seus funcionários, pois não tendo matéria-prima para comercializar, é óbvio que não tem maneira de se auto-sustentar, se não for com uma ajuda extra-ordinária para acorrer esta situação”.

Os deputados do PSD pretendem que o Governo seja solidário com os agricultores de Carrazeda, de forma a minorar os prejuízos financeiros que a queda de granizo da passada segunda-feira causou.

14 comentários:

Helder Carvalho disse...

Plenamente de acordo. Nestas alturas tambem se costuma ouvir o Sr. Presidente a pugnar pelo mesmo. Alguem o viu!

Anónimo disse...

Na minha opinião a Dra. Olímpia é a pessoa que está em melhor posição para presidir a câmara de Carrazeda em 2009, terá o meu voto e mts mais. Força Carrazeda.

Anónimo disse...

O que?! Olímpia? Se mesmo na condição de vereadora era uma ditadora dentro da câmara para os seus funcionários, ao ponto de os insultar diante de público, o que faria se fosse presidente. Pois eu sou PSD, votei sempre no mesmo mas se for a Olímpia a candidata, eu e muitos companheiros mais, não votaremos nela. Prefiro votar no Faustino que até é competente e amigo da sua e nossa bendita terra.

Anónimo disse...

Algum dia a Olímpia Candeias pode ser Presidente da Câmara? estou de acordo com o anterior comentário.No tempo de vereadora não falava com a maior parte dos funcionários camarários.Julgava-se superior a tudo e a todos. Que vá para a sua terra comandar os destinos de Moncorvo.

Anónimo disse...

ò amigo(a) nunca tal ouvi...sim, que trabalhava, que havia alguma contençao,regras e respeito.será que isso é mau?Pois o anónimo e muitos outros quando têm que cumprir regras já é ditadura... prefere o desleixo que hoje reina, não é? Por isso é que estamos como estamos...ou então, mandam todos lá dentro, que assim na confusão é que é bom,cada um ter o seu reinado, defender os seus interesses dá muito mais jeito.Quem não tem interesses não pode ir paraa Câmara?Olhe, e que tal o Fonseca, o Aragão,não são amigos da terra?
Só têm conversa...

Anónimo disse...

Amigo e companheiro, se nunca tal ouviu é melhor informar-se. A Olímpia Candeias enganou-nos bem. Votei nela mas afinal era uma grande ditadora. Para fazer cumprir os interesses dela, não se ensaiava nada em tratar mal qualquer funcionário ou funcionária da nossa câmara, em privado ou em público. Eu mesma fui vítima disso. Agora parece que anda aos beijinhos a toda a gente que encontra na rua para lhes cativar o voto. Mas Deus nos livre se ela fosse presidente. Então é que o nosso concelho e o nosso partido nunca mais se endireitavam. Não vá por aí, caro companheiro. Acredite.

Anónimo disse...

Regras e medo, havia com toda a certeza!
A Drª Olímpia, com todo o respeito que lhe é devido, funcionou na C. Municipal de Carrazeda como sendo uma "sábia" a montante do Presidente da Câmara (pelo menos tentou-o).
Quase o conseguia!
Ora, Eugénio de Castro, por aquilo que se lhe conhece, nunca ficaria a jusante. De tal forma que, durante o tempo em que teve de a "aturar", deixou que ela se estendesse. Mas como o "comprimento" era curto, passe o exagero de linguagem, não tardou que ela viesse a abandonar o barco, na certeza de que poderia mais tarde, voltar.
E aí está ela, sem fazer grandes ondas, porque ela sabe que se abanar muito a traineira, o mestre pode ficar de mau humor e adia-lhe a volta ao Município.
Porém a Senhora teve uma entrada no Município, com pés de lã. Nada tem de parva, afinal!
Mas durante a sua estadia chegou a convencer-se que as beijocas e abraços distribuídos pelo concelho seriam suficientes para, por um lado, criar uma imagem popularucha e por outra demonstar no quadro interno Municipal, que tinha autoridade e pulso forte.
Esta dupla personalidade, doseada de uma maneira não sustentabilizada em competência, só poderia criar nos funcionários a certeza de que se trata de pessoa com largos laivos de prepotência, crescendo mesmo para uma vivência social interna, aberrante.
Ora, os funcionários já viram suficientes filmes do género.
Chega!

Anónimo disse...

tanto nervosismo...parece que um funcionário da CM lhe faltou ao respeito em público, isso sei eu

Anónimo disse...

E o que é que a Olímpia tem a haver com as Maçãs?
Todos os anos há sempre um concelho afectado, e há sempre pequenos produtores que não têm capacidade para fazer um seguro. Os fundos comunitários foram sempre para os grandes, os pequenos desapareceram ao arrastam-se. Os políticos aproveitam-se destas calamidades. Mas não haverá nenhum jogo para receber as endeminizações?

Manuel de Panóias

Anónimo disse...

façam mas è uma camara de salvação nacional: presidente - d.ra olímpia candeias, com assessor dr. josè alegre; vice - dr. helder rodrigues, com assessor dr. joão lopes de matos; predidente do centro cìvico e da esc. profissional- dr. helder de carvalho.
e votem como aqui se faz: muito bom, assim-assim, mau.
ateia

Anónimo disse...

Também me parece que a Drª anda a arrastar a asa rumo ao poleiro,
mas,
cuidado!
É muito dada a depressões o que é muito mau. É que a Câmara vive uma depressão financeira que ninguém conhece muito bem,
e,
se uma depressão é má, duas ...

Olarila!

Anónimo disse...

dª acho que deve vir com mais força para a camara conte comigo, pois na camara havera muitos funcionarios que irao votar contra sabe porque? porque nao a respeito e nao gostam de trabalhar, mas tenha cuidado com certas meninas que se dizem amigas! pois falaram muito mal de si. abraço amigo.

Anónimo disse...

"mas tenha cuidado com certas meninas que se dizem amigas! pois falaram muito mal de si. abraço amigo."

Quem será???

João disse...

Eu assessor de H.R.? Porra!Eu não quero ser assessor de ninguém.Nem assessor nem titular de nenhum cargo.Já disse:isso fica para os mais novos.
JLM