27 setembro 2012

ESPERANÇA : João Lopes de Matos


Eu vejo com os olhos do corpo
Eu ouço com os ouvidos do corpo
Eu falo com a boca do corpo
Eu penso com o cérebro do corpo
O corpo desfaz-se e tu, amigo, dizes-me que
Eu verei com os olhos da alma
Eu ouvirei com os ouvidos da alma
Eu falarei com a boca da alma
Eu pensarei com o cérebro da alma
Bendito sejas tu, amigo,
Por me dares tal esperança.

JLM

1 comentário:

Carlos disse...

Amigo

Como seria,
Aos olhos da minha alma,
Ter esse Amigo,
Esse Alguém?!...

Como desejaria...
Ter esse Amigo, também!

C.F.