25 abril 2010

25 de Abril: comemoração da democracia

13 comentários:

Anónimo disse...

Porque é que em Carrazeda não se festejou o 25 de Abril?! Nem sequer um foguete! Esta atitude reflecte ou não uma atitude laxista e de curtas memórias? Responda quem souber ou quem quiser.

cravo vermelho

Anónimo disse...

Vivemos numa democracia de conveniências, de padrinhos e afilhados, Carrazeda não é excepção!!! mj

João disse...

Um cartaz que diz tudo sobre o 25 de Abril:dia da democracia,palavra que já contém em si os conceitos da liberdade,da fraternidade,da igualdade.
O 25 de Abril permitiu a construção da democracia,porque anteriormente as pessoas não tinham essa possibilidade.
O 25 de Abril permitiu afirmar:está nas nossas mãos a construção do futuro.
Se alguma comemoração deve fazer-se desta data, essa é a de tentar encontrar as vias dum futuro mais livre, mais fraterno e mais igual.
Neste dia deveriamos meditar calmamente em como isso poderá vir a tornar-se possível.
Nesta meditação deviam estar empenhadas todas as forças políticas,religiosas e as simplesmente humanas, porque estão no mesmo barco, que é a aventura da vida.
Uma comemoração centrada apenas numa data não tem qualquer sentido.
Exclusivamente com a glorificação do passado não se constrói o futuro.
JLM

Anónimo disse...

Carrazeda no seu melhor!
-Não tem piscina coberta,
-Não comemora o 25 de Abril,
-Etc. etc.etc
Valha-nos ao menos, que durante os próximos 4 anos a cp do psd vai tratar da inauguração do novo ou da aplicação do velho cemitério.
Eu lembro-me desta telenovela, e vocês....

Anónimo disse...

É triste dizê-lo, mas é verdade. Carrazeda é a vila com mais elefantes brancos, a saber: - O Mercado Municipal, a Variante, o Centro Cultural, a Piscina coberta, o Cemitério novo, o relógio da torre da Câmara, os repuxos, o placard informativo... e a Câmara!

Anónimo disse...

Aquela do sr. JLM de dizer que uma comemoração centrada numa data não tem qualquer sentido, é de bradar aos céus! Com o devido respeito, isso é filosofia barata. A ser assim, então não se comemorem as outras datas históricas e religiosas e que deixe por isso de haver feriados. Por favor, sr. JLM, seja mais razoável.
TP

Anónimo disse...

Porque é que tem que ser a câmara a fazer as comemorações?
Não foi uma vitoria do povo?
Então não é povo quem mais ordena?

João disse...

Sr.TP:
O que eu penso é que qualquer comemoração tem o eu lado prospectivo,visa não só lembrar o passado e o seu exemplo mas também ver como essa lição do passado pode ser aplcada no futuro,melhor,no nosso dia a dia.
Por exemplo,em termos religiosos,que importa comemorar o Natal se isso não servir para meditarmos e tentarmos pôr em prática a mensagem de Cristo?
Quanto à minha filosofia ser barata,afirmo-lhe que não pretendo que ela seja cara.
Nunca pretendi fazer negócio com as minhas filosofias.
Riposte,que esta discussão tem a sua graça e entretém os nossos concidadãos.
JLM

Carlos disse...

Caro TP
Por favor, leia novamente a frase de JLM ... "Uma comemoração centrada APENAS numa data não tem qualquer sentido" ...
O APENAS faz toda a diferença!

Carlos Fiúza

Anónimo disse...

Carrazeda faz-me lembrar aquele
soldado que na parada marechava desalinhado de todos os restantes. Contudo sua mãe ao ver a habilidade do filho, comentava para as mães que a acompanhavam:
_ vejam só todos os soldados estão desalinhados, apenas o meu filho leva o passo acertado.
( a mãe neste caso é a cp do psd de carrazeda)

Anónimo disse...

Não te aborreças JLM, tem esperança porque alguns ainda vão precebendo o que tu escreves.
jM

Anónimo disse...

Vivo em Carrazeda desde o 25 de Abril, nunca tive conhecimento de foguetes nem festejos neste data, por mera coincidência fazia-se a feira do livro, era só.

Anónimo disse...

"Quem desdenha quer comprar"
quem o diz é o Povo, na sua imensa Sabedoria!