31 janeiro 2013

AFLIÇÃO: JLM



Pára ,pára
Não os vês
Precipitando-se no abismo
Caindo no espaço sideral?
Encolhe-te neste canto
Deixa-os passar
Para quê seguirmos em frente?
Não caminhes.
Joguemos às cartas.
Esconde-te comigo.
O que nos obriga?
Reparo que o terreno está escorregadio
Cada vez mais inclinado
Será que vamos rolar
Cair sem querer?
Será isto um sonho?
Quem nos livra desta aflição?
JLM

3 comentários:

mario carvalho disse...

manueljbfpinto@gmail.com disse...

Que bela visão nos oferece JLM e na verdade o acidente está aì horrivel e quiça evitável se a corrupção e os politicos mudarem de rumo. Mas se não há condições de travar o carro que vai cair no desfiladeiro e apertado vale do Tua. Que culpa tem orio que continua a caminhar heroicamente em direcção à foz.

Anónimo disse...

Com este arrazoado quis significar a passagem constante da vida e a inevitabilidade da morte.
JLM