18 agosto 2010

Novo movimento de cidadãos quer reabrir ferrovia até Bragança

Um novo movimento de cidadãos criado numa aldeia do concelho de Carrazeda de Ansiães quer juntar 10 mil assinaturas para pedir a reabertura da linha do Tua até Bragança.

15 comentários:

mario carvalho disse...

Caros amigos

sei que correu tudo bem em Codeçais

TODOS UNIDOS A FAVOR DA LINHA DO TUA

DIA 18 DE SETEMBRO EM LISBOA


parabéns a todos


mario

ps. até me vieram as lágrimas aos olhos.. TODOS JUNTOS ... OBJECTIVO ... SALVAR A LINHA DO TUA


E RECUPERAR O ORGULHO TRANSMONTANO
BASEADO NO DESENVOLVIMENTO ... SIM .. MAS SEM DESCURAR AS ORIGENS E VALORES

mario carvalho disse...

Linha do Tua

Vigília a favor da ferrovia transmontana no início da Semana da Mobilidade
Ontem às 23:30Várias organizações de defesa da Linha do Tua decidiram, esta quarta-feira, abrir a Semana da Mobilidade, que se assinala a nível nacional em Setembro, com uma vigília em Lisboa pela ferrovia transmontana.
Os promotores do protesto pretendem mobilizar as populações do vale do Tua para esta vigília, marcada para 18 de Setembro, faltando ainda escolher um local que «seja simbólico«.

A informação foi avançada à Lusa por Manuela Cunha, activista da Linha do Tua e dirigente do Partido Ecologista Os Verdes (PEV), que organiza o protesto, juntamente com a Associação dos Amigos do Vale do Tua, o Movimento Cívico pela Linha do Tua e o recém-criado Movimento de Cidadãos em Defesa da Linha do Tua.

Este último movimento nasceu na aldeia de Codeçais, no concelho de Carrazeda de Ansiães, local da reunião desta quarta-feira à noite, em que as quatro organizações decidiram avançar com a manifestação "para fazer ouvir a voz dos defensores da Linha do Tua".

A data da vigília será também aproveitada para entregar, na Assembleia da República, o abaixo-assinado posto a circular, na terça-feira, pelo movimento de Codeçais, que se propõe recolher 10 mil assinaturas para pedir a reabertura da ferrovia até Bragança.

Os promotores da vigília escolheram a Semana da Mobilidade para se manifestarem também de forma simbólica «em defesa de uma mobilidade sustentável» que preconizam através do comboio.

Apelam à mobilização de populações e outras entidades do vale do Tua, mas ainda não decidiram se a viagem até Lisboa será feita de comboio ou de autocarro.

Quem pretender deslocar-se pelo caminho-de-ferro terá de ir apanhar o comboio precisamente no fim da Linha do Tua, na localidade com o mesmo nome, viajar pela Linha do Douro até ao Porto e fazer novo transbordo para a Linha do Norte.

A circulação está suspensa na maior parte dos cerca de 60 quilómetros que ligam Mirandela ao Tua e o transporte está a ser assegurado por táxis alternativos ao comboio até haver uma decisão sobre o dilema que opõe a linha e a barragem de Foz Tua.

O Governo deverá decidir nas próximas semanas se aprova a construção da barragem, submergindo 16 quilómetros da última ferrovia do Nordeste Transmontano.

Anónimo disse...

Até que enfim vejo o gente do Concelho de Carrazeda ir à luta.
PARABÉNS.

Anónimo disse...

Vamos todos assinar e tentar que as dez mil assinaturas sejam conseguidas, pode ser uma luta inglória, mas não podemos baixar os braços sem primeiro fazer chegar a nossa luta e grande revolta, a esses senhores prepotentes e autoritários, que tentam, desbaratar aquilo que é nosso para continuar a encher os bolsos deles. Vamos todos à luta
Maria Margarida

mario carvalho disse...

Parabéns Maria Margarida e todas as mulheres e homens de coragem

Vale a pena lutar por algo que sentimos como nosso e que VEMOS que nos estão a roubar... É o ALGO e tudo aquilo que esse ALGO representa

Vamos demonstrar aos peixões que afinal os peixinhos são eles

cumprimentos civicos

mario

Anónimo disse...

Agora com o Paços Coelho da Margarida nem é preciso estes movimentos...

Anónimo disse...

Obrigada Mário Carvalho.
Só uma informação, que na altura do meu comentário me passou, eu tenho em minha posse um dossier para recolha de assinaturas, em defesa da preservação da Linha do Tua, quem quiser assinar, eu sou funcionária dos serviços administrativos do Agrupamento de Escolas de Carrazeda de Ansiães, o dossier está sempre comigo, pronto a ser assinado por pessoas de boa vontade, é sou ir ter comigo, não estou e férias.
Um Abraço
Maria Margarida

mario carvalho disse...

Margarida

CARRAZEDA É que tem de lhe agradecer a sua dedicação e coragem

Carrazeda é de todos e temos esperança que os envergonhados e anónimos tudo façam para contribuir para o seu desenvolvimento e ter orgulho nisso

at ento disse...

Olá.
Parambos está com esta luta e durante as Festas Seculares, de S Bartolomeu, circulou a folha para recolha de assinaturas, graças à Vânia que foi incansável e perseverante.
Saudações Verde com a nossa amizade.
At Ento

Anónimo disse...

Se bem consigo escrever, até concordo que João Lopes de Matos já nem lhe apeteça escrever sobre esta matéria, (Rio, Barragem e quejandos relacionados com o Rio)porque além do mais, isto também vai de "apetites"!
Uns têm razão porque têm fé nessa mesma razão que apelidam de mais bastante, e outros também têm razão porque a sua fé também é tão grande que lhes parece maior que todas.
Eu, mais como observante do que activo seja de que lado for, porque também já vou ficando cheio de tanta dor, tanta dor..., como diria José Carlos Malato no seu programa televisivo...
Tanta gente a debitar escrita, filmes e fotografia e não há meio de conseguirem um tempo de audiência nacional que se aproxime a um acidente de proporções médias...
Adamos nisto há que tempos, e nada!
Por mim e sem fazer mais ondas só gostava de deixar duas perguntas "aos do Rio":
Se eram tão conhecedores do Tua, da sua "selvejaria nacional e europeia, convenientes", porque razão nunca se preocuparam absolutamente nada, então com o derrame diário dos esgotos da cidade de Mirandela, fazendo do Tua o mais indecente Rio da Península?
Em segundo lugar, e até com o possível e sempre desejado apoio dos políticos "do verde" onde andou tanta gente desde que o Cachão começou a despejar sobre o Rio toda a merda criada no matadouro (desculpem-me a autenticidade)?
Por via disso pergunta-se ainda onde estavam os agora defensores dos abaixo assinados?
Onde estiveram os presidentes de junta, de Câmara, de Associações que ainda hoje existem?
Muitas interrogações já foram antes feitas, mas a memória é tão curta que, tal como acontece com JLM, também eu me farto de escrever...
Pois, pois, para quê afinal?
Só para dizerem que fui um dos heróis da "coisa"?
Não há pachorra que aguente neste faz de conta insuportável!
ADCSLP

Anónimo disse...

As pessoas até podem mudar de opinião, mas não há dúvida na clarividência do comentário anterior.
Após meia dúzia de anos do 25 de Abril de 1974, houve um Presidente da República que visitou a linha e Val do Tua. Estava em causa o desenvolvimento do interior e já se perspectivava o encerramento da linha!
Esse Presidente da República dizia aos seus acompanhantes, comunicação socal incluída, que a linha do Tua era realmente uma das raras belezas existentes no Nordeste Transmontano, cujo aproveitamento turístico não devia fugir às cogitações empresariais...para bem das populações servidas...
Que tais expectativas deviam ser alimentadas e reforçadas pelas autarquias Locais envolventes (...)
Eu direi, C. Municipais de Alijó, Carrazeda, Vila Flor, Murça e Mirandela, afinal, OS MESMOS DE SEMPRE!
Realmente nessa altura não se ouviu ninguém reclamar e protestar contra a C. Municipal de Mirandela pelas consequências dos esgotos a céu aberto correndo para o Tua, como ninguém se atreveu a pôr em causa a falta de qualquer ETAR funcional e eficaz para o Matadouro do Cachão!
Também as Juntas de Freguesia que mais de perto viviam os problemas relatados, nada faziam ou fizeram!
Mas nessa altura já havia plano para a construção da Barragem da Foz Tua!
E que fizeram?
NADA!
OS PROTAGONISMOS DE ANTES OU DE HOJE, BEM COMO OS QUE SE NOS APRESENTEM AMANHÃ, SIGINIFICAM SEMPRE oportunismos desprezíveis e inconsequentes!
Cada um que se reveja no que quiser, mas a verdade nua e crua está aí!

mario carvalho disse...

Caro Senhor

Permita-me que lhe sugira que coloque a si as questões que coloca

ou seja

-Onde estava?

-Onde está agora?

Continua certamente no mesmo pomto em que estava...

sentado e indiferente a tudo.. aproveitando uma ou outra oportunidade para desabafar o seu inutil tédio

um dia descansado para si

mario carvalho

mario carvalho disse...

e .. parabéns aos apaixonados pelo sr Malato

embora continuem anónimos começam a ter coragem para se manifestarem e escreverem, o que já lhes confere , à partida, o papel de heróis... embora cheios de tédio

mario carvalho

Anónimo disse...

como diz, a verdade nua e crua está aí...para o bem e para o mal!
PARABÉNS!

Rui Rebelo Magalhães disse...

É com enormíssima nostalgia que me revejo neste cenário vestido de preto, cor do luto, da tristeza deprimente.Indigna-me esta liberdade cabalística com que os políticos nos tratam a nós Transmontanos.
Acidentes Ferroviários que em vez de servirem como exemplo para o reforço
da segurança se traduziram pura e simplesmente na justificação do encerramento.
E as mortes que infelizmente já houve no IP4?
A LINHA DO TUA, foi noticia na BBC em 1991 pela sua BELEZA ÍMPAR.
Ao contrário da capital, Trás-Os-Montes não vive de serviços, vive da agricultura, comércio alguma indústria, e alguns servicitos que os grandes TACHOS estão na capital.
Não vamos cruzar os braço e esperar que nos levem o pouco que nos resta, vamos à luta unidos e com determinação vamos conseguir.
Em defesa do nosso património sempre.