12 abril 2006

Freguesia em destaque: Seixo de Ansiães

Seixo de Ansiães é o nome de uma povoação, sede de uma freguesia com o mesmo nome, que pertence ao concelho de Carrazeda de Ansiães donde dista cerca de 9 quilómetros.

No que respeita à sua população, verificamos que em 1721 tinha 71 vizinhos e em Coleja havia 40. Em 1864 tinha 289 fogos e 762 habitantes. Depois foi aumentando até atingir 1081 residentes que tinha em 1890. A seguir há um acentuado abaixamento que chega aos 904 habitantes em 1920, para, na década seguinte chegar ao máximo da sua população com 1265 pessoas. Em 1940 baixa para 1004 e em 1950 aumenta para 1091. O seu decréscimo acelera-se até aos nossos dias, tendo segundo censos de 2001, 367 habitantes.

Seixo de Ansiães passou a ter Escola Primária Masculina a partir de 7 de Maio de 1862, data em que foi criada. No ano lectivo 2006/2007 será extinta e as suas crianças do 1.º Ciclo terão de deslocar-se para a aldeia de Selores.

O seu padroeiro é o mártir S. Sebastião. A festa principal é em Agosto e à Senhora da Costa que tem uma capela no cimo de um monte mais inclinado e aguçado e do lado poente da aldeia, estando as suas encostas cobertas de pinheiros.
No seu termo há várias quintas prósperas com base nas produções vinícolas com benefício, como a célebre Quinta da Senhora da Ribeira, bem como a Quinta da Fonte Santa, a Quinta dos Carris ou do Lacerda e a Quinta dos Vinhais. Seixo de Ansiães tem como anexas Coleja e a Senhora da Ribeira.

Coleja fica encaixada no fundo de um pequeno vale que ali se forma com as encostas das montanhas de Vilarinho da Castanheira/Pinhal do Douro, a Norte e a Este abruptamente declivosas até ali. Sendo constituída por cerca de duas dezenas de habitações.

A Senhora da Ribeira é uma zona marginal ao Douro. Ali existe a Capela e também uma Quinta com esse nome. A estrada que vai de Seixo para o Douro e serve a Senhora da Ribeira dá continuação para a Cadima, frente à estação de Freixo de Numão, sempre marginal ao rio Douro, mas só tem um ponto negativo: é demasiado estreita.

2 comentários:

jorodriguese disse...

Revitalizar a Liga dos Amigos da Anta, uma associação de defesa de todos os monumentos megaliticos e naturais do Concelho e não só, uma alternativa que se nos coloca.



Aproveitando esta peça sobre a Freguesia de Seixo de Ansiães e como forma de dar o primeiro lamiré aos fundadores desta Associação para nos encontrarmos no dia 24 de Abril de 2006,num restaurante, aí em Carrazeda, a combinar para reflectirmos sobre a viabilidade de através da Liga e do Blog "Pensar Ansiães" criarmos um espaço de tertúlia entre pessoas que queiram "pensar ansiães" e tudo à volta, nomeadamente sobre os moinhos, as antas, as pedras, os calhaus e as vinhas,o homem e tudo à volta.
Isto é somente uma sujestão!Digam algo.

jorodriguese disse...

Revitalizar a Liga dos Amigos da Anta, uma associação de defesa de todos os monumentos megaliticos e naturais do Concelho e não só, uma alternativa que se nos coloca.



Aproveitando esta peça sobre a Freguesia de Seixo de Ansiães e como forma de dar o primeiro lamiré aos fundadores desta Associação para nos encontrarmos no dia 24 de Abril de 2006,num restaurante, aí em Carrazeda, a combinar para reflectirmos sobre a viabilidade de através da Liga e do Blog "Pensar Ansiães" criarmos um espaço de tertúlia entre pessoas que queiram "pensar ansiães" e tudo à volta, nomeadamente sobre os moinhos, as antas, as pedras, os calhaus e as vinhas,o homem e tudo à volta.
Isto é somente uma sujestão!Digam algo.